6 sinais de que estamos nos últimos dias

Aqui vai seis sinais de que estamos nos últimos dias, isso segunda a Bíblia.

Muitos virão em seu nome – um dos sinais que ocorrem antes do retorno de Jesus é que “muitos virão em meu nome, dizendo: eu sou o Cristo; e enganarão a muitos”. Mateus 24:5. Pelo menos para mim, parece que hoje tem muitos mais falsos profetas pregando cada “asneiras” por ai, do que quando eu era adolescente e estava começando a entender as coisas da vida. Eles prometem riquezas e uma vida confortável, eles asseguram que o seguidor de Cristo será curado instantaneamente quando eles orarem e todo o mal da sua vida desaparecerá. O caráter nunca está em jogo, somente uma vida com “bênçãos” materiais. Mas Jesus também falou: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”. Mateus 7:21-23


Amantes do eu – um dos sinais que o apóstolo Paulo deixou é que nos últimos tempos será cada vez mais difícil ser cristão. Paulo escreve: últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. “Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te”. II Timóteo 3:1-5 Você tem visto isso em sua cidade? Descreve a sociedade em que você vive?

Aumento da perseguição – “Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e vos matarão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome”. Pesquisadores dizem que foram mais de um milhão de cristãos mortos nos últimos 10 anos. Em 25 anos acompanhando a liberdade religiosa ao redor do mundo os pesquisadores do “Open Doors” dizem que, sem sombra de dúvidas, 2016 foi o pior ano para os cristãos. A perseguição aumentou globalmente pelo terceiro ano consecutivo. “Os países do Sul e do Sudeste Asiático subiram rapidamente para níveis sem precedentes e agora estão entre áreas tão violentas como o Oriente Médio e a África Subsaariana”. Para ler mais sobre o assunto leia outro post que escrevi: 2016 foi o pior ano: Os 50 países que mais perseguem os cristãos

Aumento da iniquidade – é só ligar a TV para vermos uma chacina onde 9 foram mortos, ou que uma mulher desapareceu e foi encontrada morta no matagal. Estamos até acostumados com noticias de tragédias como essas. Mateus 24: 12 “E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará”. E Mateus 24:10 “ Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão”. Está difícil ter um lugar que podemos sair e passear no final da tarde, assim como eu fazia há poucos anos. Hoje tem lugar que até mesmo a polícia tem medo de ir.


Amantes do dinheiro – precisamos dinheiro para sobreviver, mas quando o dinheiro se torna a raiz de todos os males (I Timóteo 3:10), e, como escreveu Tiago, priva alguns dos justos salários, não é justo aos olhos de Deus. Tiago repreende os ricos por escrito: “Eis que o salário dos trabalhadores que segaram os vossos campos, que vos repreendestes por fraude, clamam contra vós, e os gritos dos ceifeiros chegaram aos ouvidos do Senhor dos Exércitos” (Tiago 5: 4).

Calamidades naturais e guerras – Um sexto sinal, que deve ocorrer antes do retorno de Jesus, é feito pelo homem e pelo mundo natural: “Nação se levantará contra nação, e reino contra reino, e haverá fome e terremotos em vários lugares” (Mateus 24: 7). Mesmo que estes sejam apenas “o início das dores de parto” (Mateus 24: 8), certamente parece haver um aumento nos furacões, inundações, secas, incêndios, terremotos, fomes e doenças. Também estamos testemunhando tensões crescentes entre as nações. Segundo a Bíblia, esses também são um sinal do breve retorno de Jesus.


Conclusão:

Eu sei que tem muitos outros sinais do retorno de Jesus, caso lembrar de algum deixe nos comentários com um verso bíblico. Mas saiba que todos esses sinais são para nós nos prepararmos e pregarmos o evangelho a todos que pudermos. Embora a igreja esteja esperando o retorno de Jesus nos últimos dois mil anos, nunca estivemos tão perto de ver essa profecia se cumprindo.

Que Deus te abençoe ricamente.

Rodrigo Bertotti acredita que a igreja local é a mais importante organização do planeta, e está ajudando a transformá-la num lugar onde todos amam estar. Como líder e pastor trabalha na Igreja Adventista no sul da Suíça. É um estudante de liderança, comunicação, igreja e fé, e compartilha suas ideias na igreja, no blog e em suas redes sociais. www.rodrigobertotti.com

Site Footer