5 clichês cristãos que devemos esquecer

“Os livros não mudam as pessoas, disse certa vez John Piper, mas parágrafos mudam, às vezes, é preciso apenas uma sentença”.

Conseguir dizer muita coisa em poucas palavras é fantástico e nos ajuda a manter aquela verdade por muito tempo. É por isso que Charles Spurgeon e C. S. Lewis são marcantes em seus textos, pois conseguiram criar sentenças fortes e memoráveis. Mas uma pequena frase nem sempre é útil ou expressa uma verdade. Às vezes, para simplificar e caber nos 140 caracteres do twitter, tornamos triviais verdades que são muito complexas, a fazendo assim, obscurecemos o significado e compartilhamos uma meia verdade, ou seja, uma mentira completa.

Segue 5 clichês que não são bíblicos e devemos esquecê-los.

  1. Quando o Deus fecha uma porta Ele abre uma janela – Eu aprecio a verdade por trás dessa frase. Afinal, para Deus nada é difícil (Jeremias 32:27), segundo Provérbios nós sonhamos, mas ele dirige nossos passos (Provérbios 16:9) e Ele nos prometeu nunca nos abandonar (Hebreus13:5). Mas se Deus fecha uma porta em sua vida, não há nenhuma garantia que ele abrirá uma janela. Talvez ele não abrirá nada, é possível que ele queira mostrar a você, que suas escolhas estão completamente te levando para o mal caminho.





As escrituras estão cheias de exemplos de portas, janelas ou qualquer entrada fechada pelo Espírito Santo, (Pv 16:9; 19:21; At 16:6-7). Nós temos que parar de tratar Deus como alguém que trabalha apenas para realizar os nossos sonhos. Essa teologia do sonho americano abençoado por Deus é mentira. Todo dia ouvimos algum “crente” dizer: “Se você for fiel a vitória virá”, ou “espera em Deus que a vitória é certa”. Transformamos Deus em realizador de nossos sonhos. Deus está acima disso tudo e seu plano é muito maior para nós. E isso inclui a vida eterna e não apenas a troca de carro ou a promoção no emprego.

  1. Você está seguro se estiver fazendo a vontade de Deus – se pensarmos na segurança eterna podemos acreditar que estamos seguros, mas não temos como acreditar que estamos sempre protegidos quando falamos de segurança física. Pois até mesmo Jesus discorda dessa sentença. “E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós. E de todos sereis odiados por causa do meu nome. Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça”. Lucas 21:16-18. Podemos morrer ao sermos fiéis a Deus, isso pode acontecer até por pessoas próximas a nós.

Essas promessas podem soar contraditórias, mas não são. Justin Mártir (100-165) estava refletindo nessa ideia quando disse: “Eles podem nos matar, mas eles não conseguem nos prejudicar”. Deus nos prometeu muitas coisas maravilhosas, mas certamente, segurança física não é uma delas. Num mundo em guerra, como estamos vivendo, é possível que uma brutalidade aconteça em sua vida. Seguir a Deus pode te levar para mais perto da morte, mas se você está espiritualmente vivo, você está eternamente seguro.

  1. Deus fará uma transformação na minha vida – muitas vezes parece que o cristianismo é um sofá onde eu me sento e Deus trabalha em minha vida. Mas também não é assim que as coisas funcionam. Se pensarmos no processo de justificação, estamos realmente passivos onde Deus fez todo o trabalho, mas o processo de santificação é um trabalho árduo da nossa parte com a ajuda divina.





Quando Paulo fala da vida cristã ele não usa exemplos de pores do sol e cochilos enquanto Deus trabalha. Mas ele fala de soldados, atletas, fazendeiros (II Tim 2:3-6), ele pensa em lutas e maratonas inteiras (I Cor 9:24-27). Jesus disse para pegarmos nossa cruz e o seguirmos, Mt 16:24. A salvação é um processo que Deus faz a sua parte e nós temos um trabalho árduo para matar o nosso eu.

  1. Deus não lhe dará mais do que você pode suportar – esse é um bom slogan para nos incentivar a ir em frente, para enfrentar os desafios da vida e vencer todas as batalhas. É um modo de nos tranquilizar pois Ele conhece nossos limites, e não vai exagerar. Essa ideia é tirada de I Cor 10:13 que diz que não virá tentação maior que podemos suportar. E está totalmente relacionada a tentação e não aos desafios da vida.

Deus pode te dar mais do que você pode suportar para você se apoiar em Seu braço forte. A boa notícia, não é que Deus não lhe dará mais do que você possa suportar, mas que nada virá em sua vida que Ele não possa resolver. Ele suporta todas as coisas.

  1. Deus ajuda aqueles que se ajudam – se Deus ajuda somente aqueles que se ajudam estamos todos perdidos. Na verdade, Deus ajuda aqueles que não podem ajudar a si mesmos. Deus ajuda aqueles que se humilham, aqueles que se arrependem e que não podem fazer nada por si mesmos. Nas bem-aventuranças Jesus disse: “Bem-aventurado os pobres de espírito”, ou seja, aqueles que entendem que nada são ou que nada podem, mas se apegam a Deus para clamar por ajuda.

Esses são apenas 5 clichês que nós cristãos acreditamos, há muitos outros. Conforme o tempo vai passando vamos ouvindo umas “verdades” que mesmo fora do contexto começam a fazer parte dessa vida. E depois de ouvirmos tantas vezes passamos a acreditar que é uma verdade divina. É por isso que devemos estudar a Palavra diariamente e estar em constante busca pelos conceitos divinos da vida.

Tenha um bom dia e compartilhe com seus amigos. Também aproveite e assine para receber nossos posts. E deixe sua sugestão nos comentários de novos temas para ser abordado.




Rodrigo Bertotti acredita que a igreja local é a mais importante organização do planeta, e está ajudando a transformá-la num lugar onde todos amam estar. Como líder e pastor trabalha na Igreja Adventista no sul da Suíça. É um estudante de liderança, comunicação, igreja e fé, e compartilha suas ideias na igreja, no blog e em suas redes sociais. www.rodrigobertotti.com

Site Footer